OMS apoia revisão e validação de dados sobre Doenças Tropicais Negligenciadas

Especialistas da Organização Mundial de Saúde (OMS) partilharam com técnicos do Programa Nacional de Controlo das Doenças Tropicais Negligenciadas, consideradas endémicas no país, procedimentos para o manuseamento da base de dados relativa a estas enfermidades.
:
  

Segundo uma nota da OMS, a que a Agência Lusa teve acesso, durante 15 dias foi realizado o processo de revisão e validação dos dados sobre as Doenças Tropicais Negligenciadas, que recorrem a quimioterapia preventiva, designadamente a filaríase linfática, oncocercose ou “cegueira dos rios”, shistosomíase, geohelmintíases ou helmintes, transmitidas pelo solo, e tracoma.

Todas estas doenças são consideradas endémicas em Angola, podendo ser encontradas em todo o país, e, segundo a OMS, “constituem uma preocupação de saúde pública mundial, tendo em conta os impactos negativos que exercem sobre a saúde da população, em particular na vida social, produtividade, desenvolvimento deficitário na infância e a perpetuação do ciclo de pobreza”.

A acção de formação dos técnicos angolanos teve como objectivo garantir a actualização e revisão dos dados sobre a situação dessas doenças no país, bem como determinar as áreas elegíveis a quimioterapia preventiva ou tratamento em massa de medicamentos anti-helmínticos.

A representante em exercício da OMS em Angola, Fernanda Alves, citada na nota, considerou que a revisão e validação dos dados sobre as Doenças Tropicais Negligenciadas vai permitir ao país identificar com propriedade a magnitude das doenças negligenciadas, monitorizar os esforços já realizados, bem como determinar as acções necessárias para atingir o controlo e eliminação das mesmas do território nacional.

“Felicitamos Angola por esta realização e fazemos votos que o Ministério da Saúde experimente e expanda a base de dados em todo o país, para assegurar a recolha e o tratamento de dados a nível nacional e garantir a prevenção, tratamento e eliminação das DTN “, referiu Fernanda Alves.

Angola conta com o apoio da OMS para o controlo, eliminação e erradicação das Doenças Tropicais Negligenciadas, bem como para o alcance da cobertura universal sanitária, através de estratégias de combate a estas enfermidades, nomeadamente a quimioterapia preventiva, o manejo intensificado de casos, a luta anti-vectorial e contra hospedeiros intermediários, a garantia de água sem risco para a saúde, saneamento e higiene.

Mais Lidas