Para inovar e ser empreendedor não é preciso ser inventor, diz Isabel dos Santos

A empresária Isabel dos Santos destacou esta Quinta-feira a importância da inovação no empreendedorismo, defendendo que para inovar nem sempre é preciso inventar, numa intervenção na Universidade de Cabo Verde, em Praia.
:
  

“Nem sempre é preciso uma coisa nova, não é preciso inventar, é preciso é encontrar uma solução inovadora dentro do que já existe num negócio, e é isso que nos dá a vantagem competitiva”, disse a empresária durante a sua intervenção na Conferência Empreendedorismo Jovem e Inovação, que decorreu esta Quinta-feira em Praia.

Durante cerca de 20 minutos, a empresária desfiou conselhos práticos, interagindo com a plateia composta maioritariamente por jovens universitários, e defendeu a necessidade de ter “uma ideia, um plano e uma equipa", que são a chave para começar o empreendedorismo, aproveitando os recursos à disposição dos jovens empreendedores.

“O financiamento é difícil, os créditos bancários são difíceis, mas um grande empreendedor não nasceu com uma grande empresa, há que começar pequeno, não vale a pena construir um projecto maior do que nós”, defendeu, acrescentando: “Procurem pontos de apoio na família, nos amigos, mas antes é preciso ter uma ideia”.

Exemplificando que a cadeia MacDonald’s começou apenas com um restaurante, Isabel dos Santos usou o exemplo da Uber para defender que “nem sempre é preciso uma coisa nova, a Uber apenas inovou na maneira de apanhar um táxi usando as tecnologias que já existem”.

A empresária Isabel dos Santos está em Cabo Verde, onde intervém na Sexta-feira na conferência organizada pela agência Lusa para debater o futuro da economia cabo-verdiana.

Mais Lidas