Ver Angola

Desporto

Árbitros garantem condições técnicas para o início do Girabola

O Conselho Central de Árbitros de Futebol de Angola (CCAFA) adquiriu, com fundos da arbitragem, equipamentos de comunicação que serão usados pelos árbitros durante o campeonato de futebol de 2020/21, condicionado devido à pandemia de covid-19.

:

Em comunicado enviado esta Sexta-feira à Lusa, o CCAFA, órgão da Federação Angolana de Futebol (FAF), diz ter importado, "com a mesma proveniência de custo e objectivo, bandeirolas com 'bips', o que constitui uma grande mais-valia no desenvolvimento do futebol".

O Conselho Central de Árbitros da FAF informa também que os árbitros nacionais na época 2020/21 manter-se-ão nas respectivas categorias, não havendo subidas nem descidas de escalão.

Os comissários, refere o comunicado, deverão obedecer ao regime de convite, estabelecido pelo órgão do CCAFA a ser eleito.

A FAF sorteou na Quarta-feira, em Luanda, a 43.ª edição do Girabola, com início previsto para 3 de Outubro, mas condicionado pelo evoluir da pandemia no país.

O jogo entre o 1.º de Agosto, tetracampeão em título, e o Interclube, treinado pelo português Ivo Campos, é o destaque da primeira jornada, que tem também o desafio entre o Petro de Luanda, vice-campeão nas últimas cinco temporadas, e o FC Bravos do Maquis.

O Girabola 2019/20 não teve campeão, porque a prova, interrompida em Março, foi anulada por unanimidade, a 30 de Abril, por força da pandemia de covid-19, sobretudo para "salvaguardar a saúde e os gastos avultados com os atletas, cujos contratos expiravam em Maio".

O campeonato de futebol, então liderado pelo Petro de Luanda, com 54 pontos, à frente do 1.º de Agosto, na segunda posição, após a disputa da 25.ª jornada, foi suspenso em Março na sequência do decreto sobre o estado de emergência.

Para a época 2020/21, o Girabola vai contar com 16 equipas, entre as quais o estreante Baixa de Cassange de Malanje, em substituição do 1.º de Maio de Benguela, desqualificado antes da anulação da prova.

Segundo o comunicado da CCAFA, logo que sejam estabelecidas as datas para o início do campeonato, serão marcadas as datas relativas aos testes físicos e escritos e o respectivo seminário de actualização ao início da época.

"Os árbitros que tenham completado 45 anos na época 2019/20, em regime de excepção, este ano continuarão a sua actividade, devido à suspensão do campeonato", lê-se no documento.

Os árbitros e assistentes internacionais, "segundo recomendações da FIFA", serão avaliados do ponto de vista médico e, uma vez aprovados, reconduzidas as suas candidaturas à FIFA.

Os treinos oficiais das provas federadas em Angola têm início já no Sábado.

Relacionado