Ver Angola

Defesa

Director do Hospital Geral do Moxico fica em prisão preventiva

O director do Hospital Geral do Moxico, província do leste, está em prisão preventiva por existirem fortes suspeitas de vários crimes, entre os quais o de peculato, anunciou a Procuradoria-Geral da República (PGR).

:

Em comunicado, a PGR informou que corre trâmites junto do Serviço de Investigação Criminal da província do Moxico, o processo-crime em que foi constituído arguido Manuel Yava Macano, à data dos factos director do Hospital Geral do Moxico.

O suspeito é ainda acusado dos crimes de violação das normas de execução do Plano de Orçamento e de recebimento indevido de vantagens.