João Lourenço discursa na cimeira de países exportadores de gás em Malabo

O Presidente João Lourenço vai discursar no quinto Fórum dos Países Exportadores de Gás, em Novembro, em Malabo, na primeira vez que se realiza no continente africano, anunciou a organização da cimeira.
:
  

"A participação activa do Presidente Lourenço na cimeira deste ano reflecte a crescente importância do sector do gás natural para o plano de longo prazo de diversificação e crescimento da terceira maior economia em África", escrevem os organizadores num comunicado distribuído à imprensa.

Angola juntou-se ao Fórum dos Países Exportadores de Gás (FPEG) como membro observador em Novembro do ano passado, poucos meses depois de João Lourenço ter emitido um decreto presidencial com políticas específicas para atrair novos investimentos no sector do gás natural, entre as quais se destacam um imposto de cinco por cento sobre a produção de gás, que compara com os 10 por cento para o sector do petróleo, e um novo processo de licenciamento.

Angola tem em funcionamento apenas uma central de gás, no Soyo, mas está em preparação outra, um investimento de 12 mil milhões de dólares da Sonangol, Chevron, BP, Eni e Total, que terá capacidade para produzir 5,2 milhões de toneladas de gás natural liquefeito por ano.

As reservas de gás comprovadas são de 383 mil milhões de metros cúbicos, o que evidencia o "potencial de crescimento massivo neste sector", escrevem os organizadores da reunião, que vai decorrer em Malabo de 26 a 29 de Novembro.

Para promover o encontro, o ministro das Minas e Hidrocarbonetos da Guiné Equatorial, Gabriel Mbaga Obiang Lima, está a fazer uma viagem pelo continente africano convidando os seus homólogos para irem a Malabo, que albergará também, no dia 27, o segundo Seminário Internacional do Gás.

Mais Lidas