Resort de luxo na foz do Kwanza vai criar 1600 empregos. Investimento ultrapassa os 50 milhões

Um grupo privado nacional prevê criar mais de 1600 postos de trabalho com um resort de luxo 60 quilómetros a sul de Luanda, na foz do rio Kwanza, num investimento global de 55 milhões de dólares.
:
  

A informação consta do contrato de investimento entre a empresa Kwanza Rio Tours - Turismo e a União Técnica para o Investimento Privado (UTIP), de Agosto e ao qual a Lusa teve acesso, para a construção, gestão e promoção do complexo turístico Palmeira Real, na comuna da Barra do Kwanza, no município de Belas.

Envolve a construção de moradias de luxo, blocos de apartamentos, zonas de lazer e desporto, restauração, lojas, infra-estruturas e equipamentos sociais, numa área de cinco milhões de metros quadrados.

A primeira fase deste projecto desenvolve-se até final do ano, com a construção de vias de acesso, de elementos necessários à comercialização e de uma casa-modelo tipo mansão. Nos cinco anos que se seguem será feita a comercialização e construção faseada do complexo, num investimento global previsto de 55,5 milhões de dólares.

O documento estima a criação de 1608 postos de trabalho directos até 2022, dos quais 1550 por parte das empresas de prestação de serviços como hotelaria, restauração, paisagismo, manutenção, limpeza e segurança, necessários ao funcionamento deste resort.

Ao abrigo do contrato com a UTIP, os promotores vão beneficiar de uma redução de 42,5 por cento, durante seis anos, no pagamento dos impostos Industrial, sobre Capitais e de aquisição de terrenos e imóveis, entre outros.

Um outro documento a que a Lusa teve acesso, sobre o projecto encomendado pela empresa ao gabinete sul-africano Stauch Vorster Architects, explica que o objectivo da Kwanza Rio Tours para aquela zona passa pela instalação de 250 residências de luxo, com entre 350 a 1300 metros quadrados e apartamentos de 110 metros quadrados.

Um clube de praia, um hotel de quatro estrelas, espaços desportivos de lazer e serviços de apoios fazem parte do projecto inicial desenhado por este gabinete de arquitectos para o resort na foz do maior rio angolano.

Mais Lidas