Ver Angola

Cultura

Mural de arte urbana retrata passado histórico e cultural dos países da CPLP

A fachada do Centro Cultural do Brasil em Angola (CCBA), na Rua dos Mercadores, ganhou novas cores: foi pintado um mural de arte urbana que retrata o passado histórico e cultural dos países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Inaugurado na semana passada, o mural está dividido em painéis, sendo que cada um representa um país da CPLP.

:

O mural foi pintado por artistas angolanos, tendo a actividade sido coordenada por Thó Simões.

Com vários painéis, cada um dedicado a um país da CPLP, destacam-se as ruínas de Mbanza Kongo, em Luanda.

A inauguração ficou a cargo do vice-Presidente do Brasil Hamilton Mourão, em conjunto com o ministro das Relações Exteriores do Brasil Carlos França. Na sua página do Facebook, o vice-Presidente brasileiro escreveu que destapou "a placa de inauguração do mural de arte urbana, que retrata patrimónios histórico-culturais dos nove países membros da CPLP, localizado na fachada do CCBA".

O governante brasileiro realçou as pinturas que dizem respeito ao seu país e a Angola, indicando que estas representam os laços entre os dois países: "As pinturas do Cais do Valongo, na cidade do Rio de Janeiro, e das ruínas de Mbanza Kongo, em Luanda, aparecem em destaque, retratando a relação histórica e os laços culturais entre Brasil e Angola".

Na cerimónia de inauguração também estiveram presentes Jomo Fortunato, Ministro da Cultura, Turismo e Ambiente e Téte António, ministro das Relações Exteriores.

Galeria