Ver Angola

Economia

INE: economia contraiu 1,8 por cento no primeiro trimestre de 2020

O Produto Interno Bruto (PIB) de Angola recuou 1,8 por cento entre Janeiro Março de 2020, face ao período homólogo, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

:

De acordo com a informação divulgada na página do INE, a variação negativa da economia nacional foi determinada essencialmente pelo desempenho negativo das actividades de Comércio (-11,6 por cento), Pesca (-7,9 por cento), Serviços de Intermediação Financeira Indiretamente Medidos (-7,9 por cento), Extração de Diamantes (-5,2 por cento), Financeiras (-5,1 por cento) e Petróleo (-1,7 por cento).

No que diz respeito às actividades que mais contribuíram, em termos de participação, e constituíram factores importantes da economia no primeiro trimestre de 2020 destacam-se a Extracção e refinação do petróleo bruto e gás natural com 33 por cento, seguindo-se o Comércio com 14 por cento, Construção com 12 por cento, Administração Pública com 8 por cento, Outros Serviços com 6 por cento, Serviços Imobiliários e Aluguer com 6 por cento e Agro-Pecuária e Silvicultura com 5 por cento.

O INE acrescenta, na mesma nota, que as contas nacionais trimestrais vão sofrer alterações metodológicas.

Das 33 actividades e 77 produtos vigentes passarão a constar 38 actividades e 145 produtos, dando início a uma nova série.

Assim a actual série, 2002 – 2017, deverá ser substituída pela nova série, que se inicia pelos anos 2014 e 2015, a ser publicada ainda no terceiro trimestre de 2020, continuando o processo de compilação da nova série com a publicação dos anos correspondentes a 2016, 2017, 2018 e 2019, no princípio de 2021.

"Outras melhorias serão introduzidas no cálculo do PIB Trimestral, tais como a variação trimestral, depois do processo de ajuste sazonal e a ótica de despesas, nesta ordem", refere o INE.