Luanda vai ter sistema de transporte público em monocarril

A cidade de Luanda vai dispor de um sistema de transporte público em monocarril, cuja gestão o Governo pretende sub-concessionar, de acordo com um despacho assinado pelo Presidente da República, João Lourenço.
:
  

Em causa está o despacho presidencial 78/18, de 5 de Julho e ao qual a Lusa teve acesso, autorizando a abertura de um concurso público para a adjudicação deste projecto.

Segundo o documento, envolve a concessão, construção e exploração do Monorail (monocarril, sistema ferroviário que assenta num único carril) para a cidade de Luanda, criando, em simultâneo, uma comissão de avaliação para este concurso, presidida pelo director-geral do Instituto Nacional dos Caminhos de Ferro, Ottoniel Manuel.

O mesmo despacho não adianta mais pormenores sobre o projecto, nomeadamente o investimento previsto e área de cobertura do futuro serviço de transporte público da capital, que conta já com quase sete milhões de habitantes.

O Governo aprovou anteriormente o projecto público de reabilitação da Marginal da Corimba, em Luanda, para garantir a valorização da preservação da zona costeira e reforçar as acessibilidades ao centro de Luanda e, nomeadamente, "solucionar os problemas de congestionamento e dificuldade de circulação".

A intervenção na Corimba prevê a conquista de terrenos ao mar, de acordo com o programa definido pelo Governo liderado até Setembro último por José Eduardo dos Santos.

Para retirar pressão ao transporte rodoviário em Luanda, o Governo criou corredores específicos para autocarros, reforçando também a oferta de transporte público através de linhas de catamarãs até ao centro da capital.

Estava também prevista a implementação do Metro Ligeiro de Superfície da marginal da Corimba, mas que não chegou a avançar até agora.

Mais Lidas