Ver Angola

Saúde

Luz Saúde prepara-se “exportar especialidades” e abrir clínica em Angola

O projecto é antigo, e remonta ao tempo em que a Luz Saúde era detida pelo Grupo Espírito Santo (GES). Agora, sob o cunho da Fosun, através da Fidelidade, a empresa prepara-se para dar continuidade ao projecto de abrir portas a uma clínica em Luanda.

: Hospital da Luz, do grupo Luz Saúde
Hospital da Luz, do grupo Luz Saúde  

“A ideia é ter uma pequena unidade em Angola, em que a porta da frente é o hospital e a porta de trás é a seguradora”, explicou, citado pelo Dinheiro Vivo, Jorge Magalhães Correia, presidente da Fidelidade, aos jornalistas, em Xangai.

Já o presidente da Fosun – uma holding chinesa com negócios desde a farmacêutica aos seguros, passando pelo entretenimento – referiu que “Angola é um mercado interessantes para as empresas portuguesas”. “Aliás, quando falamos de Portugal falamos de 10 milhões de pessoas, mas quando falamos de países de língua portuguesa já falamos de 300 milhões, ou seja, o potencial para explorar é muito. Por isso, é um mercado a apostar", disse John Changzheng Ma.

Assim, o grupo oriental está decidido a “exportar especialidades”, bem como a promover a “partilha de conhecimento” entre as diferentes unidades de saúde da Fosun, explicou ainda o responsável, referindo que aquando da compra da Luz Saúde, encontraram um "espírito de empreendedorismo semelhante ao da Fosun”. John Ma considerou ainda a equipa de gestão do grupo “muito diferenciadora”, destacando a "eficiência, know-how clínico e foco nos pacientes", afirmando que a Fosun “vai continuar a suportar o crescimento da Luz Saúde”.

Sobre a Luz Saúde

A Luz Saúde foi criada em 2000 e é um dos maiores grupos de prestação de cuidados de saúde em termos de rendimentos no mercado português.

O grupo presta os seus serviços através de 18 unidades (onde se incluem oito hospitais privados, um hospital do Serviço Nacional de Saúde explorado pela Luz Saúde em regime de Parceira Público-Privada (PPP), sete clínicas privadas a operar em regime de ambulatório e duas residências sénior) e está presente nas regiões Norte, Centro e Centro-Sul de Portugal.

Em Fevereiro de 2014, tornou-se a primeira empresa privada do sector da Saúde cotada em bolsa. Em Outubro de 2014, a seguradora portuguesa Fidelidade adquiriu 96 por cento das acções da empresa, passando assim a ser o novo accionista maioritário da Luz Saúde.