Ver Angola

Matérias Primas e Transformação

Diamantes renderam mais de 480 milhões a Angola nos primeiros meses do ano

As receitas fiscais arrecadadas por Angola com a venda de diamantes caíram cinco por cento entre Janeiro e Maio, face ao período homólogo de 2014, traduzindo-se na exportação de mais de 3,4 milhões de quilates.

:

Os números constam do mais recente relatório da Administração Geral Tributária angolana sobre as receitas arrecadadas pelo sector diamantífero, documento ao qual a Lusa teve hoje acesso e que fixa em 480,5 milhões de dólares as vendas totais nos primeiros cinco meses do ano.

Estas vendas são referentes a 3.481.329 quilates de diamantes, o equivalente a uma subida de 3,8 por cento face ao mesmo período de 2014, mas reflectem uma quebra da receita fiscal, também em termos homólogos, entre imposto industrial e royalties.

Apenas estes dois impostos - excluindo o imposto industrial definitivo calculado no final do ano e os lucros da empresa concessionária estatal do sector - renderam aos cofres angolanos, até Maio, 3.441.773.530 kwanzas, uma quebra homóloga de 5 por cento, agravando a descida do mês anterior (-2,8 por cento).

Em todo o ano de 2014, Angola arrecadou cerca de 10 mil milhões de kwanzas só com impostos sobre a venda, no total, de 8,6 milhões de quilates, por 1,2 mil milhões de dólares.

Depois do petróleo, os diamantes são o principal produto de exportação de Angola, que está entre os cinco principais produtores mundiais.