Ver Angola

Política

João Lourenço aprova construção de nova morgue que vai custar 13 milhões de dólares

O Presidente da República aprovou a despesa para a construção de uma nova morgue em Luanda, num valor estimado de 13 milhões de dólares, através de um processo de contratação simplificada.

:

O despacho presidencial publicado no Diário da República, refere que a despesa é relativa a um contrato para a construção e apetrechamento do Instituto de Anatomia e Medicina Forense (morgue) Central de Luanda e um contrato de fiscalização da obra, delegando as competências do procedimento concursal na ministra da Saúde.

O despacho justifica a adopção de um procedimento célere a nível contratual face "à preocupação e urgência do executivo para implementar projectos de incidência central", com impacto na melhoria dos serviços.

O projecto tinha sido aprovado em Junho de 2017, havendo agora "necessidade de se proceder à actualização dos custos aprovados em função da transferência do local, bem como o seu redimensionamento, para assegurar a continuidade da execução do projecto", justifica o diploma.

Na semana passada, João Lourenço deu também aval à construção de um novo hospital no Bengo, num valor superior a 50 milhões de dólares, através da linha de financiamento da Luminar Finance, ligada ao grupo israelita Mitrelli, com actividade em vários setores em Angola.

A Luminar Finance vai ser também responsável pelo crédito de 763 milhões de dólares para a construção de três novas centralidades, nas províncias do Cunene, Bengo e Cabinda, num total de 5.000 casas, aprovada num outro despacho presidencial de 29 de Abril.