Ver Angola

Sociedade

Bastos Quissanga não esquece raízes e distribui comida e água pelas famílias mais carênciadas

Bastos Quissanga, jogador de futebol angolano a actuar em Itália, não esqueceu as suas raízes e fez questão de apoiar as famílias mais necessitadas dos bairros da capital durante este período de pandemia.

:

O defesa central, que actulamente representa as cores da Lazio, nasceu em Luanda em 1991 e conhece bem a realidade angolana. Assim, através da Associação Bastos Quissanga (ABQ), distribuiu cestas básicas e cisternas de água nas zonas periféricas da capital, de forma a minimizar algumas das necessidades das famílias que ali habitam.

O futebolista utilizou a sua conta no Instagram para partilhar a solidariedade relevando que, numa fase inicial, "foi possível ajudar 120 famílias". Bastos Quissanga caracterizou a acção por ele impulsionada com a frase "fazer o bem sem olhar a quem", deixando antever que este projecto solidário vai ter continuidade enquanto os efeitos da pandemia se fizerem sentir.

Sempre ligado a projectos solidários, utilizando os recursos que retira do futebol para apoiar os mais necessitados no país em que deu os primeiros toques na bola, o angolano fundou a Associação Bastos Quissanga, que realiza várias actividades solidárias ao longo do ano.

Recorde-se que o internacional angolano, actualmente com 29 anos, começou a carreira no Petro de Luanda, tendo depois rumado à Rússia, onde representou o Rostov. Rumou depois a Itália onde, desde 2016, veste as cores da Lazio. No curriculum conta com troféus de competições em todos os países por onde passou.

Galeria