Ver Angola

Energia

Participação da Sonangol na Puma Energy vendida por 600 milhões de dólares

A Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola alienou – em acordo tripartido – 31,78 por cento da participação que detinha na Puma Energy para a empresa Trafigura. O negócio ascendeu aos 600 milhões de dólares.

:

Em outro acto, a Sonangol adquiriu – através da Sonangol Holdings – alguns "dos mais importantes activos estratégicos" da Puma Energy. Estes incluem a rede de retalho da Pumangol, composta por 79 postos de abastecimento de combustíveis e terminais aeroportuários em Luanda, Catumbela, Cunene e Lubango, avança a Angop, que cita uma nota da direcção de comunicação, marca e responsabilidade social da Sonangol.

No mesmo documento, a petrolífera nacional diz ter também adquirido o Terminal de Armazenamento do Porto Pesqueiro, situado na Baía de Luanda, e a empresa Angobetumes, pelo mesmo montante que o da alienação.

"Estas transacções representam o culminar dos esforços da petrolífera nacional, visando resguardar-se da participação na recapitalização da Puma Energy", acrescenta o comunicado.

Tais acordos estão alinhados no objectivo estratégico do Programa de Privatizações, procurando a optimização do portefólio de activos da petrolífera, que considera este um elemento chave para o propósito de se focar no seu negócio principal.

O documento refere ainda que a conclusão do processo de venda das acções da Sonangol na Puma Energy à Trafigura – e a subsequente compra da Pumangol – terá a duração de seis a oito meses.

Adicionalmente, as partes acordaram um período de transição de um ano para a substituição da logomarca da Pumangol.

Recorde-se que, no total, a Sonangol tem por alienar mais de meia centena de activos e participações detidas em empresas cujos sectores vão desde o imobiliário ao turismo, passando pelos petróleos, telecomunicações e finanças.

Relacionado