Moeda nacional ultrapassa mínimos históricos face ao dólar

O kwanza fechou Segunda-feira em mínimos históricos face à norte-americana, ao transaccionar-se a 320,118 kwanzas/dólar, ultrapassando o valor estabelecido em 25 de Março último (319,736 kwanzas/dólar), informou o Banco Nacional de Angola (BNA).
Ampe Rogério:
    Ampe Rogério

A moeda nacional abriu a semana nos 318,821 kwanzas/dólar, mas ao longo do dia acabou por se depreciar e ultrapassar a barreira dos 320 kwanzas/dólar, o que equivale a uma depreciação de 48,169 por cento desde que, em 9 de Janeiro de 2018, as autoridades começaram a vender aos bancos comerciais as divisas em leilão.

Na altura, a moeda nacional transaccionava-se a 165,92 kwanzas/dólar. Para atingir uma depreciação de 50 por cento face ao dólar, o kwanza terá de atingir os 331,860 kwanzas/dólar.

Em relação à moeda europeia, a nacional também se depreciou entre o início da manhã e o fim da tarde, ao baixar de 358,419 para 359,877 kwanzas/euro, o que equivale a uma depreciação de 48,482 por cento desde 9 de Janeiro do ano passado, quando era transaccionada a 185,4 kwanzas/euro.

Em relação ao euro, o kwanza atingiu mínimos históricos também em 25 de Março, quando foi então transaccionada a 363,029 kwanzas/euro.

A moeda nacional atingirá uma depreciação de 50 por cento frente à europeia quando for transaccionada a 370,800 kwanzas/euro.

Em Janeiro de 2018, face ao pico da crise económica que o país então vivia, as autoridades começaram a vender aos bancos comerciais as divisas em leilão, primeiro tri-semanais e actualmente diárias, com a moeda a transaccionar-se, então, a 185,40 kwanzas/euro e a 165,92 kwanzas/dólar.

Mais Lidas