CAN2019: Angola encontra Mali, Tunísia e Mauritânia

Angola terá pela frente Tunísia, Mali e Mauritânia, enquanto que a Guiné-Bissau vai defrontar Camarões, detentores do troféu, Gana e Benin no grupo F da Taça das Nações Africanas de futebol (CAN), ditou Domingo o sorteio da prova.
Rosário dos Santos:
    Rosário dos Santos

Angolanos e guineenses estavam inseridos no pote quatro do sorteio, pelo que, à partida, teriam sempre de defrontar algumas das selecções mais fortes na competição que se vai realizar no Egipto, entre 21 de Junho e 19 de Julho.

Angola, 122.ª da hierarquia mundial, prepara-se para disputar a competição pela oitava vez, sendo que em duas delas conseguiu alcançar os quartos de final, em 2008 e 2010.

Os palancas negras, que se qualificaram para a fase final da CAN graças a um golo do estreante Wilson Eduardo, vão medir forças com a Tunísia, que arrebatou o troféu em 2004.

Angola vai jogar também com o Mali, e com a Mauritânia, uma das três equipas estreantes, juntamente com Burundi e Madagáscar.

Naquela que será a segunda presença numa fase final da CAN, dois anos depois da estreia, a Guiné-Bissau, 118.ª classificada no ‘ranking’ da FIFA, ficou inserida no grupo F e vai reencontrar os Camarões, cinco vezes campeões africanos - a última das quais na derradeira edição, em 2017.

Na última edição da CAN, os djurtus jogaram com os Camarões na fase grupos, tendo perdido por 2-1.

O Gana, 49.º no ‘ranking’ FIFA, que venceu a CAN em quatro ocasiões e ficou em quarto lugar em 2017, é outros dos tubarões que a Guiné-Bissau terá de enfrentar, num grupo no qual foi ainda sorteado o Benin, ausente das últimas quatro edições e que é um velho adversário dos guineenses na taça Amílcar Cabral.

No grupo A, o anfitrião Egipto, finalista da última edição, terá pela frente a República Democrática do Congo, enquanto o grupo C vai proporcionar um confronto entre Argélia e Senegal.

Os dois primeiros classificados de cada um dos seis grupos apuram-se para os oitavos de final da CAN2019, tal como os quatro melhores terceiros colocados.

Entretanto, o seleccionador nacional de futebol assumiu as poucas expectativas para a CAN2019.

"Temos de ser realistas. A nação tem de ser realista. As expectativas não podem ser muito grandes, porque, das 24 selecções apuradas, somos os terceiros de baixo, isso com base no ‘ranking’ da FIFA", referiu Srdjan Vasiljevic, citado pela imprensa.

Angola ocupa actualmente o 122.º lugar da hierarquia mundial, pelo que uma das "grandes preocupações" do técnico sérvio passa pela "preparação" da selecção.

"Neste momento as condições ainda não estão criadas. A FAF [Federação Angolana de Futebol] está a viver dificuldades financeiras. Peço ao público, entidades privadas e governamentais para se unirem em torno da selecção nacional e providenciarem a realização de um bom estágio, de forma a termos uma participação condigna na prova”, referiu Vasilevic.

Mais Lidas