Ver Angola

Economia

Angola quer fortalecer parceria com privados para impulsionar o investimento

O vice-Presidente angolano defendeu a criação de um clima de negócios seguro e eficiente com o sector privado para fazer face aos escassos recursos públicos existentes para o investimento em infra-estruturas.

:

Manuel Vicente discursava na abertura do II Fórum sobre Investimentos em Infra-estruturas Urbanas em África, que arrancou ontem em Luanda, tendo considerado "indispensável e prioritária" a parceria com o sector privado, numa altura em que Angola enfrenta uma crise económica resultante da quebra da cotação internacional do barril de petróleo.

O governante angolano sublinhou também a necessidade de inovação na captação de financiamentos para a execução dos projectos, bem como nos contratos das parcerias público-privadas.

Segundo Manuel Vicente, o planeamento estratégico continua a ser a chave para a organização das cidades, vilas e aldeias. "O Governo de Angola definiu claramente como aposta prioritária a implementação de infra-estruturas fundamentais do desenvolvimento urbano, investindo em novas urbanizações, em redes rodoviárias e ferroviárias, nas infra-estruturas de energia, de saneamento básico e águas", afirmou.

Por sua vez, o ministro do Urbanismo e Habitação de Angola, José Silva, frisou que o fórum, que conta com a participação de 350 delegados, é uma oportunidade de troca de experiências e de realização de negócios. "Trata-se de um fórum de investimentos em infra-estruturas, estão aqui representantes de vários órgãos do sector público e privado. Desta partilha de informações e de experiências resultarão certamente oportunidades de negócios, pois, particularmente no caso de Angola, os recursos públicos não são suficientes para materializar aqueles que são os grandes objectivos do desenvolvimento do país", disse o ministro.