Cadetes da Academia Naval angolana em treino na fragata Bartolomeu Dias

Um grupo de 24 cadetes da Academia Naval de Angola inicia hoje um treino a bordo da fragata Bartolomeu Dias, da Marinha de Portugal, juntamente com militares portugueses, ao largo da costa da angolana.
:
  

A informação foi avançada à agência Lusa, em Luanda, pelo comandante do navio de guerra português, precisamente antes da partida da capital angolana para o Lobito, viagem durante a qual decorrerá este treino militar. "Vão ser integrados nas actividades de bordo e realizar o tipo de treino habitual quando vamos a navegar. Observar, realizar aquilo que é razoável, vão fazer navegação, marinharia. Vamos ter muitos exercícios a bordo", explicou o capitão-de-fragata Paulo Cavaleiro Ângelo.

A fragata Bartolomeu Dias atracou em Luanda a 26 de Março, numa missão que visa o aprofundamento da cooperação com países da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), no âmbito do programa "Mar Aberto", dedicado à segurança marítima. Com uma guarnição de 174 elementos, incluindo dois oficiais das marinhas de Espanha e de França (acordos de reciprocidade), o navio português partiu da capital angolana e deverá chegar ao porto do Lobito, onde permanecerá ancorado até 8 de Abril.

Além da formação dada aos cadetes da Academia Naval, durante a presença da fragata portuguesa em Angola (Luanda e Lobito) realizaram-se ainda acções de treino e capacitação da estrutura superior das Forças Armadas, dos sistemas de segurança marítima e de autoridade marítima angolana. Treinos na área do mergulho de combate, abordagem a navios e combate do combate à pirataria, além de operações conjuntas de fuzileiros das duas marinhas foram igualmente desenvolvidas nos últimos dias, no âmbito da cooperação militar entre Angola e Portugal.

Depois de Angola, e ainda no âmbito do programa "Mar Aberto", a fragata Bartolomeu Dias deverá atracar em Cabo Verde a 16 de Abril, para realizar acções idênticas, indicou o comandante Paulo Cavaleiro Ângelo.

Mais Lidas

:
Rotinas