Ver Angola

Defesa

Polícia morto em Luanda quando tentava impedir assalto a estudantes

Um polícia foi morto quando tentava socorrer estudantes que estavam a ser assaltados na via pública, anunciou esta Segunda-feira o comando provincial de Luanda da Polícia Nacional.

:

De acordo com um balanço sobre a segurança pública nas últimas 72 horas, a que a Lusa teve acesso, o agente especialista em cinotecnia da Polícia Nacional foi morto por disparos de arma de fogo, na noite de Sexta-feira, quando a vítima e um colega faziam o serviço de patrulhamento apeado, tendo se deparado com um grupo a assaltar estudantes que transitavam na via.

"Na intenção de frustrar a acção, os meliantes efectuaram tiroteio, um deles atingindo a zona lombar do agente "Ary", que ainda foi socorrido para o hospital dos Cajueiros, onde acabou por falecer, por não resistir aos ferimentos", refere-se na nota.

A polícia adianta que os autores do crime, um grupo de quatro elementos, entre os quais uma mulher, colocaram-se em fuga em duas motorizadas, decorrendo nesta altura diligências para apurar os factos, bem como para a localização e detenção dos implicados.

"Refira-se que o agente Ary, como era carinhosamente chamado, faleceu aos 27 anos, um dia depois do seu aniversário, pelo que a Polícia Nacional lamenta o infausto acontecimento, deixando claro que diligências serão feitas para se buscar os prevaricadores desta acção", salienta-se no documento.

Na mesma nota, a polícia informa que duas pessoas morreram e 12 ficaram feridas, em consequência de 14 acidentes de viação, durante o período em referência, tendo ainda as autoridades policiais apreendido uma viatura, quatro motorizadas e aplicado multas a 260 automobilistas por diversas infracções ao Código de Estrada.

Das suas acções no fim-de-semana, a polícia destaca igualmente a detenção de um menor, de 17 anos, no município de Viana, pela presumível autoria do crime de homicídio voluntário, antecedido pelo crime de estupro, em que foi vítima uma menor de 14 anos.

Entre Sexta-feira e Fomingo, a polícia deteve 163 cidadãos presumíveis autores de diversos crimes, apreendeu três armas, das quais uma metralhadora AKM e duas pistolas, 94 gramas de estupefaciente, do tipo liamba, e recuperou duas viaturas que tinham sido roubadas.