Ver Angola

Energia

Chama-se Ivanilson Machado e é o primeiro CEO angolano da Pumangol

Detentor das marcas Pumangol Industrial, Angobetumes, Transfuel, entre outras, o Grupo Pumangol foi desde sempre liderado por expatriados. Agora, o desafio é proposto ao angolano Ivanilson Machado, o primeiro nacional a comandar os destinos da petrolífera.

:

Tendo já estado ‘no comando’ da Puma Energy em Moçambique e de duas das empresas do grupo em Angola — Transfuel e Pumangol Industrial — o angolano regressa agora ao país para um dos maiores desafios da sua carreira: a liderança do Grupo Pumangol, avança o jornal O País.

Enquanto responsável máximo pela empresa moçambicana, tornou-a numa das mais conhecidas marcas no segmento do armazenamento e distribuição de combustível no país. A Puma Energy Moçambique consta agora no ranking das 100 maiores empresas de Moçambique.

Quatro anos depois, Ivanilson Machado está de regresso a Angola. Esta é a primeira vez que o grupo coloca um quadro nacional no comando dos seus negócios no país. Nos 11 anos da sua presença no nosso território, o Grupo Pumangol foi sempre liderado por expatriados.

Com apenas 41 anos, o empresário foi já considerado umas das 100 pessoas de ascendência africana mais influentes no mundo dos negócios. 

A sua formação base foi feita em Portugal, na área das Relações Internacionais e Ciências Políticas, tendo diversos complementos nas áreas da gestão empresarial e liderança em universidades europeias.

O Grupo Pumangol pertence à multinacional Puma Energy — uma petrolífera sediada em Sinapura. A comercialização, armazenamento e distribuição de petróleo são o seu core business. Está presente em mais de 40 países, sendo que 17 são no continente africano. Angola é uma das principais apostas.