Vinhos do Alentejo voltam a conquistar Angola. País importou sete milhões do néctar português em 2018

Os Vinhos do Alentejo realizaram pelo 12.º ano consecutivo uma prova de vinhos em Luanda, complementada em 2019 com duas formações, para o Candando e para o Deskontão. Angola foi em 2018 o segundo maior mercado de importação, dos vinhos do Alentejo com mais de sete milhões de dólares de vinhos alentejanos engarrafados importados em 2018.
:
  

A Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA), entidade que certifica e promove os Vinhos do Alentejo, realizou Quinta-feira a sua prova anual de vinhos em Luanda. São cerca de 100 vinhos que mostraram o que de mais distintivo se produz nesta região de Portugal. A prova reuniu cerca de 750 pessoas no Hotel de Convenções de Talatona em Luanda.

A CVRA terminou o ano de 2018 com um balanço positivo do mercado angolano face aos 115 mercados internacionais para onde exporta. Em 2018, 79 produtores de Vinhos do Alentejo exportaram para Angola cerca de 350 marcas. Este ano, algumas dessas marcas puderam ser degustadas na prova anual de Vinhos do Alentejo.

Os Vinhos do Alentejo são exportados para 115 mercados internacionais, tendo a quantidade exportada triplicado nos últimos 10 anos. Brasil, Angola, Estados Unidos da América, Suíça e Polónia constituem o top 5 do ranking dos países importadores dos vinhos alentejanos.

“Angola tem sido uma aposta no últimos 12 anos e é claramente uma aposta ganha. O consumidor angolano aprecia cada vez mais os nossos vinhos e este é um evento já muito esperado pela sociedade angolana, é uma tradição que queremos manter, sempre com um olho no futuro e na formação que não abdicamos de levar a cabo todos os anos”, afirma Tiago Caravana, responsável pelo mercado angolano da CVRA, em comunicado remetido ao VerAngola.

A anteceder a prova anual, os Vinhos do Alentejo procuraram deixar uma marca pedagógica em Angola e há vários anos que realizam formações lideradas por Luís Lopes, respeitado crítico de vinhos em Portugal. Este ano Candando e Deskontão receberam formação, durante a qual estiveram em prova algumas referências de excelência da região, para que os formandos pudessem experimentar e diferenciar as particularidades dos vinhos alentejanos.

Mais Lidas