Bolsa de Valores movimentou mais de 280 milhões em Títulos do Tesouro em Fevereiro

A Bolsa de Dívidas e Valores de Angola (BODIVA) indicou ter transaccionado em fevereiro, no mercado secundário, títulos da dívida pública no montante de 90,6 mil milhões de kwanzas (cerca de 280 milhões de dólares).
:
  

Num comunicado divulgado pelo Ministério das Finanças, o montante em observação no mês mais curto do ano quase que duplicou os resultados de janeiro, repetindo um aumento na ordem dos 76 por cento, e em comparação ao igual período do ano passado um crescimento de 86 por cento.

O aumento, lê-se no documento, é explicado pelo crescimento do mercado secundário e "reforça os sinais de confiança" que os investidores depositam neste segmento de bolsa, ao mesmo tempo que capitaliza o aumento da oferta de títulos registada, fruto do processo de regularização de atrasados levada a cabo pelo Executivo.

Quanto ao modelo de negociação, os investidores privilegiaram o modelo da melhor oferta, ao movimentarem 75 por cento do montante por via da plataforma multilateral, cabendo os restantes 25 por cento a negociações bilaterais.

O montante negociado pelos membros do mercado em fevereiro, calculado pelo método de "double counted" (somatório das compras e das vendas), atingiu os 180,9 mil milhões, dos quais 84 por cento couberam aos agentes Standard Bank Angola, Banco de Fomento Angola (BFA) e Banco Millenium Atlântico. 

Os registos da BODIVA apontam para a realização de 336 negócios distribuídos por todos os membros.

Com apenas 22 negócios realizados, o Standard Bank Angola foi o responsável por 41 por cento das compras e vendas efetuadas em fevereiro, superando o BFA, que tem sido o membro mais activo (face ao montante transacionado) nos últimos anos.

"Esta não é a primeira vez que o facto acontece: em 2018, o Standard foi o maior negociador por duas ocasiões, Abril e Novembro. Porém, nos demais meses, o BFA liderou o ranking das negociações", lê-se no comunicado.

Em Fevereiro, o mesmo BFA realizou 149 negócios, tendo movimentado 25 por cento do montante resultante das compras e vendas dos títulos, com o volume de transações a constituir-se como o mais alto, representando 44 por cento das operações.

O Banco Atlântico foi responsável por 18 por cento do montante e foi o terceiro membro mais ativo no que diz respeito ao montante. No período em análise, realizou apenas 23 negócios, figurando em quarto lugar no ranking de negócios realizados.

A Bolsa de Dívida e Valores de Angola, enquanto Sociedade Gestora de Mercados Regulamentados, tem como missão promover o desenvolvimento do Mercado Regulamentado de Valores Mobiliários e Derivados e, desse modo, contribuir decisivamente para o financiamento sustentado da economia de Angola.

Mais Lidas