Estado injecta 848 milhões no capital do Banco de Poupança e Crédito

O Presidente autorizou, por decreto, uma emissão especial de dívida pública, de mais de 848 milhões de dólares para a recapitalização do Banco de Poupança e Crédito (BPC), o maior do país e detido pelo Estado.
:
  

De acordo com o teor do decreto presidencial, de 7 de Março e ao qual a Lusa teve acesso, trata-se de uma emissão especial de Obrigações do Tesouro em Moeda Nacional (OTMN) a entregar directamente ao BPC "como aumento de capital".

"Desta maneira possibilitando os rácios prudenciais do banco e possibilitando assim a expansão das suas actividades creditícias", lê-se no mesmo decreto, assinado pelo Presidente João Lourenço.

Esta emissão, a concretizar pelo Banco Nacional de Angola, será no valor de 848,6 milhões de dólares, com maturidade de 10 anos e juros de 7,5 por cento ao ano.

O Ministério das Finanças, em representação do accionista Estado, detém 75 por cento do capital social, juntamente com o Instituto Nacional de Segurança Social (15 por cento) e a Caixa da Segurança Social das Forças Armadas (10 por cento).

Mais Lidas