Ver Angola

Sociedade Luanda Leaks

Justiça angolana diz que não sabe onde está Isabel dos Santos

A justiça angolana diz que não sabe do paradeiro de Isabel dos Santos, afirmando que ainda não a conseguiu notificar sobre o facto de ter sido constituída arguida, por suspeita de se ter apropriado indevidamente de dinheiros públicos.

:

Fonte judicial revelou ao Expresso que já foram "enviadas notificações para as empresas" de Isabel dos Santos "para que possa assinar a constituição de arguido", mas que até agora a resposta não chegou. O mesmo jornal escreve que a justiça angolana não sabe onde está Isabel dos Santos.

A mesma notícia indica ainda que a justiça angolana já pediu a Portugal para que Paula Oliveira, Mário Leite Silva e Sarju Raikundula – portugueses ligados à empresária – fossem constituídos arguidos. Nesse mesmo pedido, o Supremo Tribunal de Justiça angolano pedia ainda a Portugal para proceder ao congelamento das contas de Isabel dos Santos.

Na semana passada, a justiça portuguesa congelou as contas bancárias da empresária, no entanto, as empresas portuguesas onde Isabel dos Santos é accionista não foram arrestadas. 

De acordo com os números avançados pelo jornal Público, nos últimos anos as empresas portuguesas em que Isabel dos Santos detinha acções, renderam-lhe cerca de 500 milhões: a Galp rendeu 239 milhões de euros, com a NOS a empresária lucrou 189 milhões de euros e o BPI rendeu-lhe mais de 66 milhões de euros. Feitas as contas, Isabel dos Santos lucrou cerca de 494 milhões de euros com estas três empresas portuguesas.

Relacionado