Ver Angola

Economia

Suécia pronta para investir em Angola. Agricultura, turismo e telecomunicações na mira dos nórdicos

A Suécia quer partilhar o seu conhecimento tecnológico com Angola, com o objectivo de ajudar o país a crescer economicamente. Numa primeira fase, os europeus vão apostar no sector turístico que é o que "carece de mais promoção", segundo Ewa Polano, embaixadora do Reino da Suécia em Angola.

:

Em declarações à imprensa, a embaixadora disse que o Reino da Suécia – considerado o número dois da tecnologia no mundo – vai apostar "em infra-estruturas, nas telecomunicações e propiciar a vinda de mais turistas suecos [para Angola] por se tratar de um sector que carece de mais promoção para gerar receitas para o país".

Ewa Polano considerou ainda que o sector agrícola também pode vir a beneficiar desta cooperação, com o país a fornecer várias tecnologias geradoras de energias renováveis.

O sector do transportes é outro dos objectivos do país nórdico. A diplomata referiu que a Suécia pode fornecer tecnologias avançadas para ajudar na melhoria da segurança rodoviária.

Ewa Polano, que falava à margem de um workshop Angola-Suécia sobre "O sector das TICs e a economia digital", deixou a promessa de que o seu país vai ajudar Angola a dinamizar o empreendedorismo, combater a corrupção e, consequentemente, fazer o país crescer.

Ao que parece, os primeiros passos já foram dados nesse sentido. No mesmo evento, o ministro das Telecomunicações e das Tecnologias de Informação, José Carvalho da Rocha, revelou que a cooperação entre os dois países começou com a criação do Livro Branco da Tecnologia - que pretende transformar o sector tecnológico e digital - e com os primeiros investimentos na rede de metro em Luanda, que foram feitos pela Suécia.

"Tendo em conta a necessidade de continuar a melhorar esta relação, durante o Angotic2019 assinamos um memorando de entendimento que vai permitir o estabelecimento de parceria vantajosa entre os dois países e aumentar a frequência a nível empresarial e académica", disse.