Presidente reafirma aposta na Saúde no meio de contestação dos médicos

O Presidente reafirmou esta Terça-feira, através das suas contas no Facebook, Instagram e Twitter, que o sector da Saúde constitui uma prioridade do executivo e que "não descansará enquanto continuar a haver mortes por doenças evitáveis".
:
  

A posição de João Lourenço surge na sequência das visitas realizadas no Sábado ao Centro de Depósito de Medicamentos e aos hospitais Geral de Luanda e Josina Machel, onde se inteirou das dificuldades e dos projectos em curso, no mesmo dia em que os médicos realizaram uma marcha de protesto para exigir melhores condições salariais e de trabalho, bem como a colocação de 1500 profissionais no desemprego.

Esta Terça-feira, o chefe de Estado indicou que as visitas de Sábado permitiram-lhe reforçar a ideia de que a luta por um sistema de Saúde mais humanizado é "um desafio de todos (…) da família, escola, universidade, das igrejas e até do próprio hospital".

O Presidente disse-se "animado" depois de constatar que os profissionais estão empenhados em fazer dos hospitais um instrumento fundamental para o desenvolvimento do país.

No Orçamento Geral do Estado para 2019, o Governo aumentou as verbas destinadas ao sector da Saúde (de 3,6 por cento em 2018 para 6,6 por cento), o que, pela primeira vez, em conjunto com as da Educação, ultrapassaram os gastos com a Defesa e Segurança.

Mais Lidas