Microsoft e Finastra apresentam soluções inovadoras para o sector financeiro

A Microsoft, em parceria com a Finastra, realizou esta Sexta-feira, em Luanda, um encontro estratégico com empresas de diferentes ramos, para criar uma consciência sobre as soluções da Indústria de Serviços Financeiros (FSI), concebida com recurso à tecnologia Azure.
DR:
    DR

O evento, realizado com o objectivo de permitir a penetração do Azure e o uso da tecnologia cloud no mercado local, contou com várias apresentações e discussões sobre a criação de eficiência, automação e desempenho no sector financeiro, sem interrupções.

O director da Microsoft na África do Sul, Laurence Janssens, afirmou que, para a Microsoft, foi sempre importante promover a transformação digital por intermédio de parcerias.

“As parcerias promovem a inovação e oferecem novas oportunidades para os clientes”, disse Laurence Janssens, quando se referia a parceria que tem com a Finastra, em comunicado remetido ao VerAngola.

A plataforma aberta FusionFabric.cloud da Finastra, com tecnologia Microsoft Azure, permite que as empresas ofereçam aplicativos inovadores a um ritmo mais rápido e com custos mais baixos, reformando as suas próprias operações e centros de desenvolvimento.

“Esperamos que tecnologias, como as fornecidas por nossa solução, ajudem a indústria local a alcançar a transformação desejada”, adiantou Janssens.

Um estudo realizado pela KPMG, intitulado ‘Análise ao Sector Bancário Angolano’, aponta que as instituições financeiras que decidem investir em banco digital colhem as vantagens competitivas de uma transformação que diz respeito não apenas a tecnologia, mas também a atitude em relação ao conhecimento e à inovação.

Entretanto, os serviços bancários digitais estão no topo da lista de prioridades do país, particularmente para a maioria das instituições financeiras do país, onde nos últimos anos tem sido feito um investimento contínuo em todas as áreas relacionadas com o digital.

A plataforma abre os principais sistemas da Finastra, através do uso de APIs abertas, para que terceiros possam desenvolver aplicações no topo. O FusionFabric.cloud desbloqueia a inovação, promovendo a colaboração aberta com um ecossistema de parceiros de desenvolvimento e todos os participantes do espaço de soluções da Indústria de Serviços Financeiros (FSI), designadamente consultores, estudantes, fintechs, bancos e desenvolvedores independentes, por forma a possibilitar o progresso de serviços anteriormente inatingíveis.

A jornada do Finastra para “cloudificar” o seu portfólio de soluções FSI e implantá-lo na plataforma Microsoft Azure permite um tempo muito mais rápido para o mercado que, por sua vez, eleva a experiência geral do cliente.

“Para nós, era muito importante fazer parceria com a Microsoft para transmitir as nossas aspirações de inovação. A Microsoft Azure não apenas nos oferece alcance global, mas também atende a todos os requisitos, quando se trata de disponibilidade, interconectividade, segurança e conformidade (compliance)”, disse Pedro Porfírio, director geral de Mercados de Capitais da Finastra, durante o evento em Luanda.

Ao sublinhar que a parceria surge num momento em que o sector bancário atravessa um período de ruptura sem precedentes, Pedro Porfírio acrescentou que, no início, a transformação digital apresentou o perigo de os serviços bancários tradicionais se tornarem matérias-primas.

“Agora, o diferencial está nos serviços digitais que as FSIs podem oferecer. A resposta para isso tem sido a agilidade do cloud”, disse Pedro Porfírio, que salientou que, por via da parceria, a Microsoft Azure permite que o Finastra se mova para novos mercados e para o espaço da monetização de dados.

Na sua óptica, isto representa um potencial para a indústria em Angola ser infinita, numa época em que as instituições financeiras precisam adaptar-se para não ficar atrás.

Mais Lidas