Ver Angola

Economia

Fundo Soberano de Angola entre os fundos mais bem cotados do mundo

O Fundo Soberano de Angola (FSDEA) foi recentemente notificado de que alcançou a classificação de operador transparente pelo Índice de Transparência Linaburg-Maduell, administrado pelo Instituto de Fundos Soberanos (SWFI), o líder mundial na pesquisa sobre fundos soberanos.

:

O Instituto dos Fundos Soberanos anunciou recentemente a sua quarta classificação trimestral do ano 2014, na qual confirma que o FSDEA atingiu um total de oito sobre 10 pontos – um resultado que classifica a sua estrutura governativa e operações como transparentes, com base na adesão dos princípios-chave de gestão de fundos soberanos. Esta notícia é um reconhecimento imparcial das boas práticas de gestão adoptadas pelo FSDEA desde a sua instauração em Outubro de 2012, refere um nota disponibilizada pela instituição, à qual o VerAngola teve acesso.

Sobre a classificação, José Filomeno dos Santos, presidente do Conselho de Administração (PCA) do FSDEA, refere que “a nota positiva do Índice de Transparência Linaburg-Maduell evidencia o compromisso do FSDEA com na aplicação dos princípios recomendáveis e as boas práticas de gestão, definidos pelos Princípios de Santiago, em todos os aspectos da sua governação e actividades. Esta classificação é um marco importante para o Estado Angolano e demonstra o compromisso do FSDEA com a prestação de um serviço responsável e eficiente para o benefício das gerações actuais e futuras de angolanos.”

O Índice de Transparência Linaburg-Maduell foi desenvolvido pelo Instituto dos Fundos Soberanos em 2008, por Carl Linaburg and Michael Maduell. É um método de classificação de fundos soberanos de todo o mundo aceite internacionalmente. As cotações seguem diversos critérios, incluindo a divulgação do objecto, da fonte de capital, da supervisão regulatória, da prestação regular de informações, das auditorias independentes, do código de conduta e da remuneração dos órgãos de gestão.

Sobre o Fundo Soberano de Angola

O Fundo Soberano de Angola (FSDEA) é uma instituição pertencente integralmente ao Estado da República de Angola. Foi criado de acordo com as normas internacionais de governação e diversificará gradualmente a sua carteira de investimentos através de alocações de capital a vários sectores e classes de activos, de acordo com sua política de investimento. Ao privilegiar investimentos financeiros de longo prazo, o Fundo desempenha um papel importante na promoção do desenvolvimento social e económico de Angola e na geração de reservas para os cidadãos angolanos.