Ver Angola

Economia

Reservas internacionais angolanas sobem mais de quatro por cento

As reservas internacionais angolanas atingiram em Dezembro os 25,8 mil milhões de dólares, uma subida mensal superior a quatro por cento, indicam dados do Banco Nacional de Angola (BNA) compilados pela Lusa. De acordo com o mais recente boletim do banco central sobre o Panorama Monetário em Angola, as reservas internacionais líquidas do país atingiram no último mês de 2014 os 2,727 biliões de kwanzas.

:

Este valor contrasta com os 2,617 biliões de kwanzas no mês de Novembro, segundo dados do BNA. Depois de Setembro e de Novembro, esta foi a terceira subida de 2014 nas reservas internacionais angolanas, que em Março atingiram o valor máximo do ano, de 3,010 biliões de kwanzas.

Esta nova subida nas reservas surge em contraciclo com as dificuldades no acesso a divisas nos bancos comerciais angolanos e no envio de remessas para o exterior, bem como no pagamento de faturas internacionais por parte das empresas. Em causa está a cotação internacional do barril de petróleo, que caiu para metade nos últimos seis meses, diminuindo desta forma a entrada de divisas no país.

As reservas contabilizadas pelo BNA são constituídas com base em disponibilidades e aplicações sobre não residentes, bem como obrigações de curto prazo. Incluem-se ainda as reservas angolanas de ouro, que em dezembro subiram para quase 72,2 mil milhões de kwanzas. As anteriores quebras nas reservas internacionais tinham sido justificadas pelo banco central angolano com o impacto da redução da produção petrolífera no país, registada no primeiro semestre deste ano, e depois pela quebra na cotação internacional.