A Opinião de Janísio Salomão

Ao Pai Natal: Carta de um Mwangolé v2


Ao Pai Natal: Carta de um Mwangolé v2

Janísio Salomão

Mestre em Administração de Empresas, Consultor Empresarial e Técnico Oficial de Contas

Querido Pai Natal, espero que esteja tudo bem consigo. Crescemos a ouvir falar de si, sabemos que é muito ocupado e que somente atende os pedidos das criancinhas. Já não sou, mas tenho criancinhas, por está razão espero que atendas o pedido ora expresso.
:
  

O ano de 2017 está prestes a terminar, por está razão espero que possas levá-lo distante, para que não nos possamos lembrar das tristezas, amarguras e dificuldades vividas.

Pai Natal é o terceiro ano que vivemos com a crise. O que ela nos está a fazer “não é de bem”, conforme se diz cá na banda.

Já dizia man Nguxi: “A luta continua e a vitória é certa”. Esperamos que efectivamente consigamos ultrapassar a crise.

Aqui na banda Pai Natal, tudo subiu, só mesmo o salário nhete [1], continua baixo.

A nossa galinha de ovos dourados já não esta a dar mais ovos... Como prenda de Natal, o pessoal cá na banda tem que permanecer longas horas na fila para adquirir combustível, ou seja, o combustível “tornou-se ouro”.

As tarifas de água, luz, comunicação e transportes foram actualizadas. A nossa AGT diz que a taxa de circulação em 2018 será mais cara, pois a inflação está alta e precisavam de actualizar o preços, a maka é que as estradas continuam na mesma com bwé de buracos tipo “jogo de welá”.

Mesmo com a retirada da Brumangol, os preços dos produtos não baixaram, continuam caros.

O Banco Nacional de Angola aumentou a taxa de juro, o dinheiro tornou-se mais caro e quase não existe crédito na economia para as famílias. Os que se arriscam pagam o dobro.

O kwanza tornou–se uma moeda fraca, face à desvalorização. E dizem que em 2018 haverá mais uma desvalorização... Vamos parar onde Pai Natal?

No hospital agora paga-se, compramos as luvas, cateteres, seringas e outros gastáveis, o game está violento.

Neste Natal não sei se conseguirei comprar prendas para as criancinhas, ou ainda me preocupo com pitéu [2] para o cubico, por está razão peço que me ajude a arranjar algumas, pode ser?

Pai Natal a vida não está fácil, por esta razão apresento a minha lista de pedidos, augurando que possas dar-me uma mãozinha:

  • Ajuda a aumentar o salário do mwangolé;
  • Faz os preços dos produtos baixarem;
  • Não queremos consumir apenas produtos vindos de fora. Faça com que as fábricas angolanas funcionem;
  • Faça com que as criancinhas tenham acesso às escolas, à saúde e que não falte pão na mesa;
  • Arranja medicamentos para os hospitais;
  • Ajuda a inflação a baixar;
  • Dá uma ajudinha para abrirem o acesso aos dólares, não está nada fácil;
  • Faz com que este Natal haja luz, pois em época festiva ela torna-se rara. Já é habitué retirar a luz eléctrica e, quando assim acontece, passamos o Natal às escuras;
  • Ajuda o Presidente João Lourenço (JLO), que quer reformar o Pais mas, existem uns madies [3] que estão muito filipados [4] com as reformas.

As criancinhas dizem que somente posso fazer um pedido, mas nesta carta faço vários... Não sei se te estou a pedir muito, mas está é a carta de um mwangolé, e um mwangolé tem muitos pedidos Pai Natal. Espero que possas atendê-lo, pois não sabes o quão feliz me sentirei.

Abraços, Pai Natal!



[1] Não/nada

[2] Alimento ou comida

[3] Pessoas/indivíduos

[4] Chateados

Mais Lidas