Ver Angola

Sociedade

Televisão pública apresenta série de reportagens sobre corrupção

“O Banquete” é o nome dado a uma série de 11 reportagens da Televisão Pública de Angola (TPA) sobre corrupção. A série é resultado de uma investigação da TPA para descobrir como é que "um grupo restrito de angolanos, utilizando as suas influências" lesaram o Estado em milhões de dólares.

:

A série de reportagens é apresentada pelo jornalista Ernesto Bartolomeu e estreou na passada Segunda-feira. A primeira reportagem foi exibida no telejornal da TPA e debruçou-se sobre Manuel Vicente, antigo vice-Presidente.

De acordo com a reportagem, o também ex-presidente do Conselho de Administração da Sonangol e Orlando Veloso, presidente da Comissão Executiva da SONIP (subsidiária da concessionária nacional), terão recorrido a empresas pessoais para desviar centenas de milhões de dólares do Estado, através do consórcio Miramar Empreendimentos.

O consórcio, que foi criado com o objectivo de avançar com a construção de três edifícios e um hotel de luxo da cadeia Intercontinental no país, foi constituído pela Sonangol, a Suninvest e a Namkwang International.

Já a reportagem desta Terça-feira foca-se no ex-director do Instituto de Estradas de Angola (INEA), Joaquim Sebastião, que foi acusado de peculato e que em Julho de 2019 teve de entregar imóveis, carros e outros bens avaliados em 45 milhões de dólares ao Estado.

São ainda desvendados esquemas que visam várias figuras e que colocam Joaquim Sebastião no centro da teia. Os alegados esquemas dizem respeito à contratação de empresas detidas pelo director ou por pessoas próximas do mesmo para realizar obras do INEA, culminando no desvio de fundos públicos.

Relacionado