Programa “Habilidades de Condução para a Vida” da Ford regressou a Angola

A Ford Motor Company e a Robert Hudson, distribuidor oficial da Ford em Angola, organizaram o programa de formação Driving Skills for Life (DSFL – Habilidades de Condução para a Vida), pelo terceiro ano consecutivo em Luanda. O evento aconteceu no Autódromo de Luanda no dia 8 de Novembro.
Kamene M. Traça:
    Kamene M. Traça

O DSFL é um programa global destinado a aumentar a consciencialização sobre a segurança rodoviária e a fornecer dicas de segurança aos participantes sobre como manter a segurança ao volante. Os participantes tiveram a oportunidade de aprender sobre os recursos que as viaturas da Ford oferecem, como segurança, ângulos de visibilidade, distância do freio em cascalho e sistema de travagem antibloqueio (ABS) e como usar as funções de tracção nas quatro rodas, como o controle de tracção e diferencial de bloqueio.

Além disso, o programa DSFL incluiu a condução num trilho 4x4 que exige o uso de tracção nas quatro rodas, uma apresentação especial com demonstração sobre segurança rodoviária infantil, bem como, a possibilidade de usar óculos de condução que simulam o efeito do álcool.

"Estamos muito satisfeitos por conseguir continuar a realizar este evento, já o terceiro evento DSFL em Angola, pois sabemos que tem um impacto muito positivo sobre o tema da segurança rodoviária no país. Em 2016, participaram cerca de 100 convidados, entre eles jovens universitários, clientes Ford e jornalistas”, afirmou Carlos Cerqueira, administrador da Robert Hudson, em comunicado remetido ao VerAngola.

"O governo continua a investir em esforços robustos para impor as leis nacionais de trânsito e segurança, mas o desafio adicional é melhorar as habilidades de condução dos angolanos. Logo, o programa DSFL da Ford oferece um grande contributo para este tema", acrescentou Cerqueira.

No Autódromo de Luanda as viaturas Ford EcoSport, Escape, Fiesta e Ranger foram utilizadas durante as actividades práticas em pista.

"No ano passado, o evento foi muito bem sucedido, envolvemos 40 jovens recentemente habilitados a conduzir, incluindo estudantes universitários, para melhorar as suas habilidades de condução. Portanto, a Robert Hudson mais uma vez identificou isso como uma oportunidade e, este ano, a Universidade Gregório Semedo aceitou de bom grado o convite para se envolver novamente nesta acção", disse Vlademir Semedo, director da Universidade Gregório Semedo.

"O facto de o Ministério da Educação pretender incluir temas relacionados com a prevenção e a segurança rodoviária no currículo escolar no futuro é um forte indicador de quão importante é o tema. Estamos satisfeitos porque a Ford e a Robert Hudson participado activamente neste tema e no que a Prevenção e Segurança Rodoviária diz respeito”, concluiu Carlos Cerqueira.

Mais Lidas