Kubinga é a melhor startup nacional e vai representar Angola no Seedstars

A quarta edição da Seedstars, competição de startups em mercados emergentes para África, elegeu a startup angolana Kubinga como a melhor.
:
  

A tarefa da escolha das três empresas mais inovadoras coube a um júri composto por Joel Epalanga (Managing Director da KiandaHub), Rui Oliveira (CEO do BFA Asset Management), Alexander Thompson-Payan (Presidente da TGI), Joelson Bartolomeu (Director de Inovação da Unitel) e Claudia Makadristo (Directora Regional para África da Seedstars).

Na classificação final a Kubinga destacou-se com o seu serviço peer-to-peer de partilha de viagens para uma mobilidade eficiente. O segundo lugar ficou com a LV Digital, uma plataforma de e-learning, e a terceira posição foi conquistada pela Fix-Tecnologies, uma plataforma de compra de bilhetes online.

“Houve um crescimento muito grande no ecossistema empreendedor angolano desde o surgimento da Seedstars, o que é muito bom. As pessoas têm ideias, sugestões e projectos inovadores e o simples facto de acreditarem que são capazes de impactar vidas, e resolver um problema, é muito bom”, revelou Cláudia Makadistro, Directora Regional para África da Seedstars, em comunicado remetido ao VerAngola. 

A startup vencedora participará na Seedstars Summit, que acontece na Suíça, em Abril de 2019. Trata-se de um programa de treino de uma semana, com a oportunidade de conhecer os mais de 65 vencedores anos de outras economias em rápido crescimento, bem como investidores e mentores ao redor do mundo. 

O último dia do Summit é dedicado à apresentação diante de uma audiência de mais de 1000 participantes, com a possibilidade de ganhar até um milhão de dólares em investimentos de capital e outros prémios.

Mais Lidas