Luanda precisa de 700 milhões para responder às preocupações dos cidadãos

Luanda necessita de um orçamento de 206.000 milhões de kwanzas (712 milhões de dólares) para o Programa de Investimentos Públicos (PIP) de 2019, nomeadamente no fornecimento de água, energia eléctrica, educação e saúde, entre outros projectos, foi anunciado.
:
  

A análise do orçamento para a capital, o plano de actividade e o PIP para 2019 estiveram em análise durante o Conselho de Auscultação à Comunidade de Luanda, orientada pelo governador da província, Adriano Mendes de Carvalho.

Na ocasião, o porta-voz do Conselho, Sebastião José, disse aos jornalistas que o Ministério das Finanças de Angola prevê para 2019 um orçamento para província avaliado em 193.000 milhões de kwanzas, montante que as autoridades anseiam ver acrescido.

"A província tem uma carteira de projectos e programas e, por isso, propusemos ao ministério um acréscimo de 7 por cento, perfazendo assim 206.000 milhões de kwanzas para 2019", disse.

Segundo o responsável, do valor proposto, o Governo de Luanda prevê abarcar cerca de 30 programas e ainda o orçamento para o PIP, que congrega cerca de uma centena de iniciativas.

Tráfego e mobilidade, melhorias de vias secundárias e terciárias, iluminação pública, educação, saúde, saneamento básico, segurança pública e serviços comunitários são as prioridades inscritas no PIP de Luanda para 2019.

No Conselho de Auscultação à Comunidade Luandense foram também analisadas medidas para reconversão do mercado informal, para a reorganização do sistema de transportes colectivos e particulares e ainda o programa de iluminação pública.

Mais Lidas