Ver Angola

Comércio

Executivo abre concursos públicos para escolher fornecedores de viaturas de apoio ao comércio rural

O Governo abriu, no passado Sábado, dois concursos públicos que visam escolher os fornecedores das viaturas de transporte de mercadorias que vão, posteriormente, ser vendidas aos operadores de transporte de produtos para ajudar com o escoamento dos bens da produção nacional para os centros de consumo.

:

Um dos concursos, lançados pelo Ministério da Indústria e Comércio, diz respeito à aquisição de 500 carrinhas de transporte de mercadorias novas. Já o outro concurso destina-se à compra de serviços de gestão de frotas via GPS para as referidas 500 viaturas.

De acordo com o Portal de Contratação Pública, o concurso público para a compra das viaturas tem um custo de 20 mil milhões de kwanzas enquanto o concurso que diz respeito aos serviços de gestão de frotas via GPS vale três mil milhões de kwanzas.

Ambos os concursos decorrem até de 21 de Maio. Num comunicado, citado pelo Jornal de Angola, o gabinete de comunicação institucional e imprensa do ministério indica que os interessados em obter as viaturas devem consultar o Portal da Contratação Pública.

O ministério fez ainda saber que as viaturas vão ser disponibilizadas de forma individual a cada operador interessado, através do Fundo Activo de Capital de Risco Angolano.

"Os interessados em concorrer para o acesso às carrinhas que serão disponibilizadas pelo Executivo (pessoas singulares ou cooperativas) terão um período de quatro anos para o reembolso do valor de aquisição, através de um deposito mensal de 200 mil kwanzas, devendo as propostas ser encaminhadas para os Gabinetes Provinciais de Desenvolvimento Económico Integrado (GPDEI)", avança a nota.

A tutela considera ainda que estes concursos permitirão iniciar o processo de entrega das carrinhas aos operadores de transportes em Agosto.

Os concursos fazem parte do Plano de Apoio aos Operadores de Transportes de Mercadorias do Comércio Rural, que foi autorizado no Decreto Presidencial n.º 19/21, de 20 de Janeiro, alinhado com o Programa Integrado de Desenvolvimento do Comércio Rural.