Alemanha apoia Angola com 1,1 milhão de dólares para mitigar efeitos da seca

A Alemanha apoiou o Governo com 1,1 milhão de dólares, nos esforços para mitigar os efeitos de cinco anos consecutivos de seca, que afectou mais de um milhão de pessoas no sul do país.
:
  

Um comunicado da embaixada da Alemanha em Angola, distribuído Quinta-feira à imprensa, refere que o principal destino da ajuda é a província do Cunene, a mais afectada pela seca.

Recentemente, um relatório governamental estimou em 464,5 milhões de dólares as necessidades para recuperação dos efeitos e impactos causados pela prolongada seca, que afectou igualmente as províncias da Huíla e Namibe, ambas no sul do país.

O documento, citado pela agência noticiosa Angop, sublinha que a ajuda foi entregue ao Governo através do Ministério do Ambiente e parceiros, que procuram a busca de soluções imediatas e de médio e longo prazo, dos efeitos da seca e inundações cíclica, que se regista o Cunene.

"Fiquei impressionado com o esforço levado a cabo pelo Governo de Angola neste período económico bastante particular, no sentido de combater esta catástrofe", disse o embaixador da Alemanha em Angola, Rainer Muller, citado na nota.

Por sua vez, a ministra do Ambiente, Fátima Jardim, agradeceu o apoio, salientando que todo o esforço pelo Governo desenvolvido "sempre será pouco para a grandiosidade das necessidades das populações", bem como para responder ao "compromisso de ajudar a tornar real as melhores condições de vida para as populações angolanas".

Mais Lidas