Investimento de 102 milhões em novo shopping prevê criar 700 postos de trabalho em Viana

Um grupo privado constituído por investidores nacionais, dos Estados Unidos, do Canadá e do Dubai, pretende instalar em Viana, arredores de Luanda, um centro comercial com dezenas de lojas, as quais deverão criar 700 postos de trabalho.
:
  

O projecto "Muxima Shopping" representa um investimento global de 102,2 milhões de dólares, a realizar pela sociedade SWB, detida pela Luanda One e pela Westport Property Partners (WPP), segundo o contrato de investimento com o Estado, a que a Lusa teve acesso.

Os investidores prevêem a inauguração deste centro comercial em 2019 e a criação entre 200 a 300 postos de trabalho na fase de edificação, além da futura "contribuição para a formação bruta de capital, através da construção de infraestruturas e instalações para utilização comercial, cultural e de lazer e diversão", refere ainda o contrato de investimento.

O negócio já foi alvo de um acordo, assinado na Quarta-feira, em Luanda, com a Unidade Técnica para o Investimento Privado (UTIP), em representação do Estado, que aprovou a atribuição de benefícios fiscais, como a redução em 25 por cento do pagamento de impostos Industrial, sobre Aplicação de Capitais e de Sisa, por um prazo de quatro anos, a favor da sociedade veículo do investimento.

Segundo os promotores, já está prevista a instalação de várias lojas de roupa de marcas europeias no novo centro comercial, bem como um hipermercado do grupo sul-africano Shoprite.

Mais Lidas